THIS PLACE | Sara Manente, Marcos Simões & Von Calhau

16 a 27 de Fevereiro | Residência artística

28 de Fevereiro | sábado | 18h00 | Apresentação

Sala – Estúdio do Teatro Campo Alegre

Com This Place, Marcos Simões e Sara Manente convidam um ‘casal artístico’ durante 2 semanas para partilhar um espaço de trabalho e algumas práticas. O projecto consiste em criar com os diferentes casais artísticos diferentes variações da mesma proposta, deslocando continuamente o projecto, a sua proposição, a sua performatividade e o seu contexto.

No início de cada residência, Manente & Simões e o casal, consultam um leitor de tarot para  falar sobre o vínculo entre o casal e para obter respostas a algumas perguntas que remetem para o processo de trabalho e as decisões a tomar.

Como ponto de partida eles propõem a cada casal o mesmo kit de práticas, criado a partir de experiências de percepção extra sensorial que desenvolvidas e gravadas por Manente e Simões, possuem a forma de manual de instruções para a performance e funcionam como método alternativo para colaboração e improvisação.As práticas são o material bruto que vai ser deslocado e remodelado com o casal, num ‘objecto performático’.

No final das 2 semanas, é feita uma apresentação ao público. O projecto pretende assim modular para, cada lugar, um formato e uma situação performativa diferente.

http://www.hiros.be/en/projects/detail/this-place

 

FICHA TÉCNICA E ARTÍSTICA

 

Conceito: Sara Manente & Marcos Simões

Criaçao &  Performance em colaboraçao com von Calhau!

Produção: Núcleo de Experimentação Coreográfica

Co-produção: Teatro Municipal do Porto

Apoio: Governo Flamengo

 

Projecto desenvolvido anteriormente com os casais artisticos:

Marc Vives & Aimar Pérez Gali,

Guillem Mont de Palol & Jorge Dutor,

Lilia Mestre & Davis Freeman,

Jaime Llopis, Norberto Llopis Segarra & Marcos Navarro,

Mette Edvardsen, Philippe Beloul & Heiko Gölzer,

Edurne & Clara Rubio,

Vânia Vaneau & Jordi Galí

Periodo pesquisa com: Kyung Ae Ro & Jeong Eon-ji

Produçao: Mokum para CABRA vzw

Co-produçao: l’Estruch (Sabadell), Workspace Brussels, Wp Zimmer (Antuérpia), Zsenne Artlab (Bruxelas), Kunstencentrum BUDA (Courtrai), Ramdam (Lyon).

Periodo pesquisa com o apoio de: Asian Arts Theatre’s 2012 Project Development Initiative, funded by Office for Hub City of Asian Culture in Korean Ministry of Culture, Sports and Tourism

Com o apoio da: Flemish Community

Agradecimentos: Bains Connective (Bruxelas), La Poderosa (Barcelona)

SARA MANENTE
Vive e trabalha em Antuérpia, Bélgica.
Nasceu perto de Veneza em 1978, iniciou aulas de Ballet em tenra
idade. Completou em 2003 a Licenciatura em Ciências da Comunicação
na Universidade de Bolonha com a tese de graduação em “Semiótica e
Dança”, mudando-se para a Bélgica com uma bolsa de pesquisa da
Universidade de Antuérpia. Em 2007, frequentou, durante um ano, a
Real Academia de Belas-Artes de Antuérpia (no departamento In Situ).
Em 2008 completou a pós-graduação “a.pass” no centro “deSingel”
(estudos avançados em performance e cenografia).
Sara Manente desenvolve  trabalho como coreógrafa e performer.
Desde 2004 criou performances, vídeos e projectos de pesquisa
individuais e em colaboração, nomeadamente com Marcos Simões,
Ondine Cloez, Michiel Reynaert, Alessandra Bergamaschi, Constanze
Schellow, Hwang Kim e membros da organização sem fins lucrativos
“Cabra”.
Entre outros: Democratic forest (projecto de pesquisa e workshop, 2008-
2009), To park (instalação-performance, 2008-2010), Some
performances (vídeo, 2008), Lawaai means Hawaai (um trio criado após
dois projectos anteriores sobre “noise” e dança, 2009), Grand Tourists
(projecto in-situ experimental, 2010), Not not a lecture (performance-
palestra e publicação, 2011),  x: I liked B better/ y: I am 29 too
(experiência telepática entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, 2013),
This place (uma série de peças criadas com base nas PES (percepção
extra sensorial: telepatia, visão remota e leitura de tarot durante o
período de duas semanas com sete duplas artísticas, 2012-2014) e Rita
(vídeo e performance em conjunto com o projecto “Cabra”, 2014).
Desde 2009 tem trabalhado com Juan Dominguez, Kate McIntosh,
Aitana Cordero Vico, Marcos Simões, Jaime Llopis, Nada Gambier e
Gaëtan Bulourde.
Sara é um dos membros fundadores de “Cabra vzw” –
http://cabra.weebly.com/sara-manente.html

MARCOS SIMÕES
Portugal, 1975. Vive e trabalha em Bruxelas. Estudou Engenharia Civil
no IST (Instituto Superior Técnico em Lisboa), frequentou o curso
intensivo da SNDO (Amsterdão), Dança Contemporânea na
Universidade Miguel Hernandes (Altea, Espanha) e o post-master em
Artes Performativas em Antuérpia (A.P.T./A.Pass). Criou vários
trabalhos em torno do seu conceito ‘The LaughingBody’. Fez ‘Eskimo’,
uma peça para 6 performers e os projectos de colaboração: ‘x:I liked B
better. Y: I am 29 too’ com Hwang Kim e Sara Manente e ‘Ai! a
choreographic project’ com Lilia Mestre. Actualmente trabalha no
projecto colaborativo ‘This Place’ com Sara Manente e outros artistas
convidados, em ‘ Processionism’ com o artista visual Marcelo Mardones
e como performer para Nada Gambier e Sara Manente. É um dos
fundadores do colectivo de artistas Cabra Vzw.
http://cabra.weebly.com/marcos-simoes.html

VON CALHAU!
Von Calhau! é a designação do corpo de trabalho desenvolvido em
comunhão por Marta Ângela e João Alves desde 2006, trabalho iniciado
no Porto e desde então constante de migrações para outros espaços.
Performances, concertos, projeções de filme, exposições, programas de
rádio, workshops, livros e leituras são as bases do seu trabalho. Eles
compõem, tratam dos cenários, da caracterização, da atuação e da
direção das performances que têm realizado. Inserem-se na melhor
descendência das performances dadaístas dos começos do século XX,
partilhando com estas a vontade experimental e uma reflexão sobre a
identidade da arte. Efectuaram residências, participaram em festivais,
realizaram filmes, editaram um LP, Quadrologia Pentacónica, bem como
um livro, Abismo Abutre. Integraram a exposição 12 Contemporâneos:
Estados Presentes no Museu de Arte Contemporânea da Fundação de
Serralves.
http://www.einsteinvoncalhau.com/